25 06 2015

Hoje foi um dia muito especial para os portadores da Sindrome de Brugada e de CDI.

O convite partiu do Dr Pedro Adragão, e vindo dele era impossível recusar.

Falar das experiências na 1ª pessoa, mostrar que a vida não pára, e, que devemos olhar em frente e confiar na comunidade médica, foi o que se  passou hoje no programa das Queridas Manhãs da SIC.

Veja aqui a entrevista na integra:

http://sic.sapo.pt/Programas/queridasmanhas/queridasmanhas_lista/2015-06-24-Morte-Subita





SIC – Queridas Manhãs

23 06 2015

Amanhã, a Síndrome de Brugada irá estar em destaque no programa da SIC – Queridas Manhãs.

A não perder a partir das 10:30.

http://sic.sapo.pt/Programas/queridasmanhas

16551915_YVGbq





Síndrome de Brugada.

6 01 2014

Síndrome de Brugada.

Um documento muito interessante sobre a Síndrome de Brugada.

https://www.orpha.net/data/patho/Pro/pt/Urgencia_SindromeBrugada.pdf





Uma família portuguesa com Síndrome de Brugada

6 01 2014

Uma família portuguesa com Síndrome de Brugada

Partilho convosco um caso cliníco Português de uma família com Síndrome de Brugada.

Siga o link para aceder ao documento na integra.

http://www.spc.pt/spc/pdfs/artigos/1070.pdf





Arritmias e palpitações

15 10 2013

Hoje foi um daqueles dias que nos faz colocar os pés no chão.

Depois de ter subido parte de uma encosta, em slowmotion, não mais de 150mts, começo a sentir o coração a acelerar feito um doido, que pensei que não tardaria nada estaria a apanhar mais um choque.

Sozinho, sem água, bem distante de qualquer ajuda possível, tentei acalmar-me…

O calor começou a subir-me ao corpo, a boca a ficar seca, que tive que despir a camisola.

Deitei-me ao lado das estevas e só pensava que tinha que relaxar, tinha de ser eu sozinho a fazê-lo sem ajuda de ninguém e nem de nenhum comprimido milagroso…

Tinha a máquina fotográfica comigo, comecei a tirar fotos, a concentrar-me noutra coisa que não no coração aos saltos dentro de mim…

Entretanto vinha-me à memória, que em janeiro de 2012, acontecera-me quase o mesmo, mas bastante pior. Apanhei mais de 10 choques quase de seguida, acordado. Foi simplesmente HORRÍVEL…….

Ao fim de 10-15 minutos, o coração lá abrandou o ritmo, e lá comecei a descida lenta, lentamente.

Lá em baixo, completamente descansado e relaxado, falei com uma pessoa que lá estava a trabalhar, como se nada tivesse passado e lá continuei a minha vida…

Na viagem de regresso, e depois de ter falado com o meu médico, ficou o conselho, “Tomar sempre a Quinidina”.

O problema, é que eu tinha pedido à mais de 3 semanas nova dose, e como tardava a chegar, reduzi a dose para metade, racionalizando a coisa…

O pior já passou, agora é aguardar que chegue a Quinidina, para retomar as doses normais…

Imagem





Síndrome de Brugada e a enfermagem

3 03 2013

Uma abordagem interessante feita por duas enfermeiras do Serviço de Medicina 3 do Centro Hospital do Barlavento, no Algarve, Margarida Martins e Tânia Xavier.

Click no link abaixo para fazer aceder ao documento.

Deixe aqui a sua opinião e experiências no que diz respeito a viver com pessoas com Sindrome de Brugada e CDI.

Enfermeiro_Abordagem_da_Pessoa_com_Sindrome_Brugad

capture-20130303-181637





CDI – Saiba o que pode fazer interferências

11 09 2012

Neste documento, em espanhol, vai encontrar uma descrição completa de tudo o que pode ou não fazer interferências com o CDI.

É de elevada importância este documento, pelo que se sugere que o descarreguem e partilhem com todos aqueles que têm CDI´s e seus familiares.

Descarregar:








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 172 outros seguidores