CDI – Cuidados a ter com os telemóveis

12 12 2009

 

Ao longo dos anos, e à medida que os telemóveis se iam tornando mais populares, os fabricantes de pacemakers e desfibriladores implantáveis (CDI)  fizeram vários estudos para determinar o seu efeito sobre estes dispositivos médicos.

Muitos pacemakers e CDI’s são especificamente projectados para resistir aos efeitos dos telemóveis, no entanto a tecnologia tem mudando constantemente. Os estudos determinaram que, para evitar qualquer potencial efeito, os indivíduos que usam os telemóveis não são aconselhados a colocar os telefones directamente sobre os dispositivos implantados.

Quando certos telefones são usados muito próximo (menos de 15 centímetros) do dispositivo, estudos indicam que podem haver alguns efeitos temporários. Os efeitos potenciais são devidos ao sinal de rádio frequência do telefone. Qualquer efeito será temporário e afastando o telefone, o pacemaker e o CDI voltarão ao seu estado normal de operação.

Porque a tecnologia continua a evoluir, e por causa da grande variedade de telefones e dispositivos implantáveis, torna quase impossível uma recomendação absoluta que abranja todos os telefones e pacientes. Portanto, para garantir que não haja efeitos adversos os fabricantes sugerem os seguintes conselhos:

  • Mantenha uma distância mínima de 15 centímetros entre o telemóvel e o dispositivo. Para telefones com potência de transmissão acima de 3 watts, é aconselhado uma distância mínima de 30 centímetros entre a antena e o dispositivo implantado.
  • Utilize o telefone no ouvido oposto do dispositivo.
  • Não transporte o telemóvel num bolso ao peito (se o seu dispositivo é implantado no peito) ou num cinto (se o seu dispositivo é implantado no abdómen).
  • Guarde o telefone num local  oposto do lado do implante do dispositivo.
Anúncios

Acções

Information

4 responses

17 09 2010
maria de lurdes morais

gostaria de contactar portadores de desfibrilhadores e de saber a morada da APPP.Sou “lerdinha” na net e nao consigo este contacto.
Estou muito ansiosa porque isto ,ou melhor, o meu querido desfribilhador parece que nao esta a “.aguentar-se”. Ninguem me diz nada. A ultima paragem ate me deu para pensar que a morte deve ser muito feia. Ja tive outras mas esta no dia 19 de Agosto deu para repensar a vida.Parece que em caso de perigo ouvirei um som.Imaginem o que e viver na cidade :a chaleira da vizinha, despertadores dos vizinhos policias que trabalham por turnos,alarmes disto e daquilo.Acudam me eu nao conheco o som e estou nao tarda com um ataque cardiaco. abraco com gratidao

9 05 2011
ana

gostei continuem assim!!!

30 05 2011
Verónica Martins

Olá Maria!!

Eu tenho um CDI, mas nunca houvi falar desse sinal sonoro. Você não vai à consultas regulares? Na página onde você escreveu, do seu lado direito há um link com instituições APPPCDI’s. Contudo vou me informar desse sinal. Fale com seu médico, ele poderá esclarecer qualquer dúvida. Com carinho, Veronica

1 06 2011
pedro rodrigues

tenho um cdi. recentemente deu-me 3 choques mas agora a retemia está boa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: