Resumo do 1º encontro regional de portadores de CDI – 13 de Maio em Faro

13 05 2011


Sala cheia. Foi assim que a encontrei quando lá cheguei, e ainda faltavam 15 minutos para o inicio do encontro. Na maioria portadores de CDI, alguns familiares e técnicos de saúde, encheram a sala com capacidade para cerca de 100 pessoas. Foi um sucesso.

O encontro começou com a Elsa, representante de um fabricante de CDI’s, que começou por “desmontar” o CDI e o seu funcionamento. Se existiam dúvidas acerca do CDI, penso que a plateia ficou esclarecida e estou certo que a curiosidade de muitos foi satisfeita com a explicação clara e concisa apresentada. Seguiu-se a Cardiopneumologista Ana Santos do HDF, que fez uma apresentação admirável acerca dos cuidados e precauções a ter quando se é portador de um dispositivo médico como o CDI. Para terminar, coube a mim apresentar a minha experiência de vida de como é viver com o CDI. Foi um debate interessante, onde alguns dos presentes, portadores de CDI’s e seus familiares, partilharam as suas experiências, receios e medos. No ar ficou o desejo de se desenvolver mais o grupo de apoio a portadores de CDI’s afim de se criarem condições para partilha de experiência e apoio.

Penso que foi um resto de tarde muito bem passada, foram trocados contactos para eventos futuros, e ficou bem patente o desejo de nos voltarmos a reunir.

Este encontro só foi possível com a preciosa colaboração dos técnicos de saúde do Hospital de Faro,  em especial, ao Dr Rui Candeias, que foi o grande impulsionador a quem endereço, em nome de todos os presentes, um enorme agradecimento.


Anúncios




Consulta de CDI

30 01 2011

Na passada quinta-feira fui a mais uma das consultas que temos de fazer a cada 6 meses. Estas consultas têm essencialmente como função verificar o estado do CDI, aferindo o estado da bateria e se houve alguma ocorrência.

De acordo com o que foi analisado, se o CDI não for “utilizado”, a bateria apresenta um tempo esperado de duração cerca de 11 anos. Somando com os 2 anos desde a implantação, totaliza cerca de 13 anos de durabilidade. É de facto espantoso o salto que esta tecnologia deu em apenas 7 anos. Ora vejam só. O meu 1º CDI foi implantado em 2002 e tinha um tempo estimado de duração de cerca de 5 anos. Durou 6 anos e nove meses, mesmo com a quantidade enorme de terapias que fez. A avaliar por esta comparação, daqui a 5 anos, os CDI da próxima geração, terão certamente a duração de uma Vida. Incrível… (Pensem só nos transtornos que nos irá evitar)

Nesta consulta, foi-me ainda entregue um equipamento que permite a transmissão de dados do CDI para o hospital. Estes dados, são só dados electrónicos, ou seja, relativas ao estado do CDI. Como a lei de protecção de dados é cega, fica por terra as maiores potencialidades do equipamento, que era do médico, no hospital, poder fazer uma consulta à distância.

O sistema Latitude, permite ainda, via Bluetooth, juntar uma balança e um medidor de tensão arterial, possibilitando enviar esses dados todos para o médico. É de facto espantoso.

Este sistema, embora recente cá entre nós, já é usado à algum tempo no Brasil através da Biotronic.





13 de Junho – Dia Mundial das Arritmias

9 06 2009

Arritmia

No âmbito da campanha Bate Bate Coração e em simultâneo com outras organizações internacionais, irá-se comemorar no dia 13 de Junho o Dia Mundial das Arritmias.  Serão organizadas acções esclarecimento nos principais hospitais de todo o país, com a colocação de bancas onde se distribuirá material informativo sobre as arritmias cardíacas.

ArritmiasNa opinião do coordenador nacional da campanha, Dr Carlos Morais, “ esta iniciativa é um dos eventos mais importantes da campanha, pelo seu poder mediático e como contributo significativo para uma ampla discussão na sociedade sobre o tema das arritmias cardíacas, aumentando o conhecimento geral dos portugueses sobre este tema e assim facilitar o acesso a diagnósticos e terapêuticas.”

Se tem dúvidas ou questões relacionadas com arritmias, este é o momento ideal. Visite um dos hospitais aderentes entre as 10 e as 18 horas, e encontrará profissionais de saúde capazes de esclarecer e informar.

Hospitais aderentes: Faro, Setúbal, Sta Marta, Sta Maria, Fernando Fonseca, Santarém, Aveiro, Coimbra, Sto António e Braga.





Bate, Bate Coração – Encontros

21 04 2009

cats

Dando continuidade à campanha do “Bate, Bate Coração”, decorreu no passado dia 3 de Abril o segundo encontro, desta vez na cidade do Porto. Estiveram presentes mais de 60 pessoas num espírito de partilha de testemunhos, que contou com a presença do Dr. Carlos Morais, do Dr. Hipólito Reis, da Enfermeira Patrícia Fernandes e do Prof. Lopes Gomes.

 

Mais encontros estão já agendados para o próximo mês, dia 8 na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e dia 13 no Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra).

 

No âmbito do Dia Mundial das Arritmias, dia 13 de Junho, serão realizados eventos nos principais hospitais do país, onde se pode recolher informações e esclarecimentos.

 

A participação nestes encontros é muito gratificante, uma vez que se criam laços de partilha de experiência, que só por si poderá ser suficiente para ultrapassar alguns medos e receios.

 

Participe nos Encontros Bate, bate coração e aprenda a conhecer o seu ritmo!